Visite o site completo
Pacotes de viagem
Siga-nos:
publicado por Maria Dissei
26.01.2016
Recarregando as Energias antes de voltar para Bali
Em nossa coluna “Namorada de Surfista”, conheça Maria Dissei, a “Maria Paraffina”. Casada com um surfista, a paulista e o marido, Leandro Keesse, decidem começar a vida juntos em um dos maiores paraísos do surf: Indonésia. Venha acompanhar essa aventura conosco!
Recarregando as Energias antes de voltar para Bali

Temos nossa base em Bali, mas eu e o Leco fizemos um acordo. Passaríamos o ano todo por lá e voltaríamos no período de monções para o Brasil, ou seja, quando o tempo na Indonésia fica chuvoso e as ondas não são tão frequentes. Fazemos isso para rever a família, passar o Natal, o Reveillon, ver a filha da prima que nasceu, ir no casamento da melhor amiga. E tudo é tão corrido que parece que passamos 1 mês no máximo. 

Bali.

E, arrumando as malas para voltar, vem um sentimento de medo misturado com alegria de rever todo mundo. Medo? Sim. Nos adaptamos a rotina de Bali de tal forma que tudo dá um certo receio. Como será que vamos encontrar tudo? Pessoas e lugares transformados pelo tempo. Afinal é quase um ano que ficamos por lá.

Tendo nossa base em Bali, um lugar cheio de praias paradisíacas, nós também temos nossa rotina. Diferente de uma rotina que teríamos na cidade grande mas, temos. E em São Paulo, uma vez por ano é aonde eu me reabasteço de energia pra começar o ano bem. Mudar os ares faz bem. Louco isso né? “Poxa, a menina está em Bali e precisa vir até aqui pra se sentir bem?”. Sim… é aí que vem o grande significado de família pra mim. Criamos uma em Bali e temos aqui nessa cidade grande as pessoas que mais amamos e são essas pessoas que nos apoiam, e nos conhecem desde que nascemos, é bom sentir o aconchego do colo de mãe, o abraço do pai, conselhos dos irmãos.

 

E no final das contas acho legal vivenciar esses dois lados. É rico viver isso. Às vezes por causa da rotina nos esquecemos do quão importante é mudar os ares. Vivenciar o diferente do que estamos acostumados. Indonésia tem milhares de ilhas e acabamos viajando muito por lá mesmo. E, definitivamente, ter uma experiência nova nos faz ficar mais criativos, felizes. É como se deixássemos todo o peso de algo que nos fez mal, ou nos atrasou, de alguma forma, pra trás, e voltamos mais leves. Como se fosse o ponto de partida para o novo chegar. Viajar é dar espaço para o novo. É ter as melhores lembranças. Dar uma chance a si mesmo. E voltar valorizando ainda mais o que se tem.

Por Maria Dissei @mariaparaffina

 

Tenho interesse nessa viagem.
Coloque seu e-mail no campo abaixo e nós entraremos em contato.

Compartilhe:
Voltar ao topo
Mais histórias:
Simple Follow Buttons
Simple Share Buttons