Visite o site completo
Pacotes de viagem
Siga-nos:
publicado por Yago Gross
05.03.2018
7 dicas para sua surf trip em Chicama
A baía de Chicama fica localizada 600km ao norte de Lima, 700km ao sul da fronteira Peru-Equador. Uma onda lendária, que possui a fama de ser a esquerda mais extensa do mundo.
7 dicas para sua surf trip em Chicama

1 – Leve um long john em bom estado

Na bagagem, é indispensável levar wet suit 3.2mm para surfar com conforto. A crowd do pico é tranquila, pois a correnteza e grande quantidade de ondas espalham os surfistas. Porém cuidado para não rabear.

Os locais são habilidosos e fortíssimos remadores! O peruano Cristobal De Col conquistou nesse pico, o recorde de maior quantidade de manobras em uma única onda.

2 – Conheça as melhores condições de Chicama

  • Sudoeste 210 ° / + 4 pés  / Período + 14 segundos
  • Sul-sudoeste 197 ° / + 8 pés / Período + 14 segundos
  • Oeste-nordeste 300 ° / + 2 pés / Período + 15 segundos
chicama condições surf

Condições de surf para Chicama

3 – Leve as pranchas certas

A onda de Chicama é conhecida pela sua extensão e possui sessões onde uma prancha com um volume extra faz toda a diferença.

Não deixe de levar o seu longboard, fish ou aquela prancha que você normalmente usa só no verão do Brasil, ela pode garantir sua diversão.

O Chicama Surf Resort também possui várias pranchas disponíveis para
alugar, dentre elas FUN BOARDS, LONG BOARDS E SUPS. O preço varia entre USD20 e USD30 por dia.

4 – Entenda as seis sessões que formam a baía

Os nomes de cada uma das sessões que compõem Chicama em sequência:
El Cape, El Point, Las Dos Tetas, El Hotel, El Hombre, El Malecón.

Leia o post  com detalhes de cada sessão.

Nos melhores dias elas se conectam e você pode surfar por até 2:30 minutos na mesma onda, que abre por uma extensão de quase 1km!

5 – Use o serviço de Tow Back

Geralmente Chicama possui uma correnteza muito forte. Ao sair de uma onda é melhor continuar de onde parou, e não gastar energia remando de volta.

Vale muito aproveitar o serviço de bote Tow Back do Chicama Surf Resort. Um barco fica circulando e resgata os surfistas. Você pode pegar uma carona de volta para primeira sessão a qualquer momento.

Preparamos um conteúdo especial com as instruções para entender a dinâmica e aproveitar ao máximo o serviço:

Baixe um manual de uso Tow Back.

6 – Planeje sua viagem

O vento é terral durante todo o ano e praticamente toda semana tem uma onda para surfar.

Chicama surf, onda no Peru

Chicama em um dia de terral e linhas ao fundo

Entre Dezembro a Fevereiro os swells mais frequentes são de oeste-noroeste. Embora mais esporádicos, alguns swells de sudoeste perfeitos podem atingir a área.

De Março a Novembro as ondas funcionam melhor quando pelo menos dois swells atingem Chicama. Bombas de sudoeste e sul-sudoeste proporcionam experiências de surf inesquecíveis.

Os meses entre Maio a Junho proporcionam as melhores e mais limpas condições para toda região Central do Peru.

7 – Explore a região

Chicama surf, onda no Peru

Família local, em Chicama

Existem outros spots próximos para serem explorados; como Pacasmayo por exemplo. No Chicama Surf Resort, você pode contar com um transfer para não perder nenhum dia de surf. A região também possui diversas atrações turísticas para serem visitadas, afinal não é só de ondas que se faz uma surf trip.

Viaje conosco

A Welcome Surf Trips já ajudou centenas de grupos de pessoas a surfarem no Peru. Entre em contato conosco, e deixe que ajudamos a tornar sua viagem irada.

Planeje aqui sua viagem para Chicama

Siga a WST: Facebook e Instagram

Tenho interesse nessa viagem.
Coloque seu e-mail no campo abaixo e nós entraremos em contato.

Compartilhe:
Voltar ao topo
Mais histórias:
Simple Follow Buttons
Simple Share Buttons